back to top
13.5 C
São Paulo
quinta-feira - 20 junho 2024 - 09:11

‘Ele falou a verdade’, diz Mourão sobre depoimento de Pazuello à CPI da Covid

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta sexta-feira (21) que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello foi “firme”, “seguro” e “falou a verdade” nos dois dias de depoimento à CPI da Covid.

General da ativa do Exército, Pazuello foi o terceiro dos quatro ministros da Saúde nomeados pelo presidente Jair Bolsonaro teve até o momento. O militar depôs na CPI na quarta (19) e quinta-feira (20) e foi acusado por senadores de mentir e de cair em contradição.

Perguntado nesta sexta sobre o desempenho de Pazuello, Mourão, que é general da reserva do Exército, elogiou o ex-ministro.

“[Pazuello] apresentou as razões dele, aí tem aquele contraponto de sempre: ‘ah, tá mentindo, tá isso, tá aquilo’. Isso faz parte do dia a dia da CPI. Eu acho que o Pazuello foi firme, foi seguro e não deixou nada sem resposta”’, disse Mourão.

Questionado se Pazuello mentiu em temas como as recomendações do governo para o uso de hidroxicloquina, remédio com ineficácia comprovada contra Covid-19, Mourão disse que o general falou a verdade.

“Eu conheço o Eduardo Pazuello já há bastante tempo. Não tenho ele como um mentiroso. Para mim, ele falou a verdade”, afirmou Mourão.

Depoimento

Ao todo, foram mais de 16 horas de depoimento do ex-ministro. À comissão, Pazuello deu explicações sobre o processo de aquisição de vacinas, as negociações sobre vacina com a farmacêutica Pfizer, as informações repassadas ao presidente da República, a atuação da pasta sobre o tratamento precoce e o colapso do oxigênio em Manaus no início do ano.

Segundo levantamento do relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL), Pazuello mentiu ou se contradisse pelo menos 14 vezes. Após o depoimento, Renan defendeu a contratação de agências que fazem checagem de fatos para ajudar nos trabalhos da comissão.

Pazuello foi questionado várias vezes pelos senadores sobre a recomendação para produção e distribuição de cloroquina. O general disse que o presidente Jair Bolsonaro não deu, “em hipótese alguma”, ordens diretas sobre tratamento precoce, que envolveria o uso do remédio contra a doença. Bolsonaro defende quase que diariamente o uso do medicamento contra Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Compartilhar Artigo

BRL - Moeda brasileira
USD
5,2892
CNY
0,7302
spot_img

Popular

Artigos Relacionados
RELACIONADOS

Indústria de Flores Floresce Lindamente

Recentemente, dois moradores estavam organizando flores de peônia no...

EUA estão até 15 anos atrás da China em energia nuclear, diz think tank norte-americano

Os Estados Unidos estão até 15 anos atrasados em...

Comentário: É o excesso de capacidade de preconceito do G7 que prejudica o mundo

Genebra, 17 jun (Xinhua) -- As tecnologias verdes da...

Líderes do G7 prometem combater “práticas comerciais injustas da China”

Os líderes do G7 prometeram nesta sexta-feira (14) combater...
Aceitar Notificação OK Não, Obrigado